domingo, 19 de novembro de 2017

                                                             


PRISÕES

Vivo o momento, mergulhado no passado ou no presente,
Estarei alegre ou triste
Transpondo deserto, ou aprisionado em gaiolas,
Tombando ou alçando voos que erga a alma.
Taciturno apressa o passo, mas nos instantes de lucidez caberá decidir se permaneço ou me refaço.
Vida fugidia coisa nenhuma sente, exposto ao sol escaldante ou o frio das noites escuras.
Não sei se caminho ou fico, mas o único momento que vivo é o instante.
O pior cárcere reside no cérebro humano.

Conceição Pearce

domingo, 5 de novembro de 2017


Liberdade

A vida é uma composição melódica que oscila 
entre melancolia, alegria ou emoção plena.
A alma baila na construção dos passos complexos da dança buscando se expressar e se fazer compreender em sua própria essência, se lança na pista da vida ou paralisa.
Baila sozinha sem ensaios e desprovida de acompanhamento, a música do momento é inaudível ao exterior ela apenas retine em seu ser, melodia solitária e única e que nem sempre é capaz de envolver.
Baila e baila a cada dia, a cada minuto da vida, e é jugada pelos passos da dança expressa na representação nos acontecimentos da vida, ser fiel a sua música interior é mais valioso que tentar contentar.

Conceição Pearce