Recent Posts

domingo, 29 de março de 2009

NOSSOS MOMENTOS
Conservar nos teus olhos
O meu sorriso
Guarde
Esse momento
Único da gente
Guarde na memória do coração
Essa emoção
Guarde esse êxtase de amor
Guarde o cheiro de felicidade
E nos teus momentos de solidão
Lembre da gente
Como nunca se fez
Que possa estar nos olhos
E no coração da gente
Como uma água pura da fonte
De um amor
Que possamos beber a cada manhã
Que vai com a gente
Como um momento único de amor
E nos sustenta para seguirmos em frente.

CONCEIÇÃO PEARCE

sábado, 28 de março de 2009

SENSAÇÕES X SENTIMENTOS‏


Louca e poeta que sou
Tento fazer a leitura
Das emoções
Amo a magnitude do amor
Que confesso
Desoriento-me
Perco a noção da vida
Entre dois corações
Não resisto uma emoção
A chama que teima
Em arder em mim
Do sim ou não
Exponho meus sentimentos
Esqueço a razão
Nessa vida cheia de incertezas
O que vale é a beleza do amor
E o que ele é capaz de realizar
Em tão pouco tempo.

Conceição Pearce

quinta-feira, 26 de março de 2009

PERMITIR

Compartilhamos da vida do outro
E permitimos que ele faca
Parte da nossa história
Vínculo que nos afeta
Elos se formam
Constrói-se
Na rede inesgotável
De laços
E nós
Que hospedam os sentimentos
Sinônimos de amar
Amigos se descobrem amantes
Outros que jamais pensamos
Em conhecer
Passam a ser amigos
E ate irmãos do coração
O impossível e improvável
Poderá ocorrer
Na contra mão das regras
Contrariando os corações mais atentos
Que não consegue entender
A singularidade e forca
Com que dois corações
Podem se atrelar
Junção que jamais a razão poderá compreender
Troca de olhares
Cumplicidade
E o coração a pulsar
Realiza-se uma ligação
Inexplicável
Identificação
Conexão
Maneira de amar.

Conceição Pearce

quarta-feira, 25 de março de 2009




DESCONECTADOS
Existe a necessidade
De um relacionamento
Intimidade proximidade
E porque esse furação emocional?
A relação começa a arrefecer
À distância a vigorar
Ressentimento calado
Irritabilidade frequente
E por fim começamos a brigar
Coisas que eram apreciadas
Passam a ser criticadas
E desejamos
Uma única coisa
União mais profunda com quem amamos
Por falta de comunicação
Passamos a viver desconectados
Da presença do outro
E perdemos a liga
Emocional interior
Que estar além das palavras
Que foram ditas ou esquecidas.

Conceição Pearce

terça-feira, 24 de março de 2009

DANÇA DO AMOR

Você se mostra
Eu pinto você em meu quadro
Com as cores que imaginei
Você se revela
Faz-se um borrão
Das cores que usei
Imagem formada
Decepada
Da verdade
Maneira diferente de ver-te
Rotulei
Manifestei meu carinho
Amor, amizade
Num conceito criado pela minha mente
Inverdade
És totalmente diferente
No teu interior daquilo que concebi
As situações pintadas
Espelham apenas um momento
Uma fração de segundo
Não devo sofrer por esperar demais
Cada ser humano é diferente
Singular
Único e ver a vida pela sua ótica e sentimento
Nunca será um elo amoroso
Para atenuar sensação de desamparo.

Conceição Pearce

segunda-feira, 16 de março de 2009

E O AMOR...

Amor é sinônimo de paz
E não aventura
Emoções fortes ocorrem no primeiro instante
Não na vida amorosa
Ela é estável e límpida
Nunca tediosa
Duas metades
Que se revela inteira
No companheirismo
Na cumplicidade
No aconchego
Na verdade
No amor maduro
Prevalece à necessidade de síntese para vida inteira
Depois de ter conhecido
As curvas tortuosas
No caminho
Em busca do amor verdadeiro.

Conceição Pearce.

sábado, 14 de março de 2009

DOE-ME AMAR-TE

Dor que rasga
Insensível fera
A corroer meu ser
Lamina cortante
Que me faz gemer
De dor por um amor
Não posso prosseguir
Chorando por te
Caminharei sim
De mãos vazias
E um coração aberto
Para voltar a sonhar
Teu amor eu perdi
Preciso ir
Mais adiante
Além da dor
Superar e confiar
Deixar o tempo passar
Pois só ele pode toda dor sanar.

Conceição Pearce.

sexta-feira, 13 de março de 2009


SE ME ENCANTAS


Se me enamora de te
Que me importa a distância
Se sou feliz quando em te penso
Desfaz os fantasmas
Do meu passado.
Quando me toma em teus braços
E eu me rendo aos teus beijos
Sentimento que me devora
Não apenas por um momento
Dou-me de coração límpido
Como gostaria que senti-se
O que sinto por dentro.
Dou a te meu coração
Não o mate, por favor,
Diga o que sente
Lança um sinal
Pois sou como um rio
Que se lança forte
Como uma corrente
Num desejo de amar
E ser amada.

Conceição Pearce.

quarta-feira, 4 de março de 2009


DOAÇÃO


AMAR NÃO É DESVIAR-SE
DA SOLIDÃO
É O ANSEIO LATENTE
DE COMPARTILHAR
A FELICIDADE SEMPRE
POR QUE ENCONTROU
A SI MESMO.
SEM SE CONTER
SEM SE PRENDER
CONVIVER
DISSEMINAR PELO AR
O QUE LATENTE
ESTAR.
NUM DIALOGO HARMONIOSO
DE AMOR.

CONCEIÇÃO PEARCE

COVARDIA

VIDA NÃO VIVIDA
ALEGRIA REPRIMIDA
AMOR QUE PASSOU
E NÃO ACONTECEU.
POR RECEIO DE AMAR
DE SE LANÇAR
OU ARRISCAR
POESIA QUE A BOCA CALOU
E NÃO CANTOU
FICOU CONGELADO
NO PASSADO NÃO VIVIDO
TORNOU-SE NUM PESADO FARDO HOJE.
TUDO POR MEDO
DE VIVER A VIDA
CONTIDA EM MOMENTOS
QUE SE EVADIU ENTRE OS DEDOS
POR TEMOR
MEDO DE ERRAR
E NADA EXPERIMENTOU
VIVEU VENDO A VIDA
PASSAR.

CONCEIÇÃO PEARCE

segunda-feira, 2 de março de 2009

RECOMEÇAR A AMAR

Feridas deixadas
Por tantos amores vividos
Para abrandar a solidão
E preencher o coração.
Encontro-te assim
Só como eu também estou
Com uma tremenda
Necessidade de ser amada
E acreditar no amor.
Sem dor
Lanço-me para viver
Esse sentimento
Tão novo que vem ao meu encontro
E apagar as marcas
Que o desamor deixou
Fazendo-te feliz
Para ser também
Num novo recomeçar
Do amor.

CONCEIÇÃO PEARCE