Recent Posts

sábado, 14 de agosto de 2010


ROTINA

Não sei o que pode existir
Por detrás do teu sorriso
Ou da tua cara amarrada
Não sei o que pode motivar não me dizer nenhuma palavra
Torna-se dor física a falta dos teus beijos e abraços
Sigo ti amando
Mesmo quando me sinto desimportante
Esvaziar o coração a cada instante
Entender que essa dor desagradável é por que me és muito cara
Sem os teus carinhos algo fica incompleto
Em nossa vida diária.

Conceição Pearce


sexta-feira, 13 de agosto de 2010

O VERDADEIRO PRESENTE

Poderia dar-te um afago
Encheria os teus olhos
Mas se desgastaria com o tempo.
Dou carinho
Afeto
Amor
Renovado a cada instante
Nos momentos
Que dedico a ti
Não é apenas doação
Mas recebimento
Amor vivido ilimitado.
Conceição Pearce
SÓ O AMOR

Não lamente o que passou
O importante é a lição que fica
O tempo não existe
É mero espaço contido no infinito
Onde tudo é passageiro.
As emoções vividas são registros eternos
Moldando-nos a cada instante
Viver o amor com intensidade
É um chamado constante
Recheia com sabor a vida
É o que levamos como bagagem
Por toda eternidade.

Conceição Pearce

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

TEU SILÊNCIO

Meus olhos fixos em você
Coração sereno
Tento ler o que não me falas
Permaneces em silêncio
O que se passa
Quando és roubado pelo instante em que perdes a fala
De mim se isola
Contenho a ação
És tu contigo mesmo
Espaço que não me vejo
Mas respeito

Conceição Pearce